quarta-feira, 4 de junho de 2008

Tocando em Frente (Interpretação)

Ando devagar porque já tive pressa
Levo esse sorriso porque já chorei demais
Hoje me sinto mais forte, mais feliz quem sabe
Só levo a certeza de que muito pouco eu sei
Eu nada sei
Conhecer as manhas e as manhãs,
O sabor das massas e das maçãs,
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso a chuva para florir
Penso que cumprir a vida seja simplesmente
Compreender a marcha e ir tocando em frente
Como um velho boiadeiro levando a boiada
Eu vou tocando os dias pela longa estrada eu vou
Estrada eu sou
Conhecer as manhas e as manhãs,
O sabor das massas e das maçãs,
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso a chuva para florir
Todo mundo ama um dia todo mundo chora,
Um dia a gente chega, e no outro vai embora
Cada um de nós compõe a sua história
Cada ser em si carrega o dom de ser capaz
E ser feliz
Conhecer as manhas e as manhãs
O sabor das massas e das maçãs
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso a chuva para florir
Ando devagar porque já tive pressa
Levo esse sorriso porque já chorei demais
Cada um de nós compõe a sua história,
Cada ser em si carrega o dom de ser capaz
E ser feliz

Enredo

A música fala, em sua totalidade, da vida. O eu-lírico fala que a sua ideologia de vida é vivê-la de uma maneira calma e alegre (“Ando devagar porque já tive pressa, levo esse sorriso porque já chorei demais”). Ele diz que devemos apreciá-la, admirando a natureza e sua cultura gastronômica. Devemos amar e ter paz. Enfim, o eu-lírico dá dicas de como viver bem e ele diz o seu conceito de vida. Para ele, a vida é uma longa e bonita caminhada. E ele afirma que somos estrada, ou seja, somos ponte para construção do caminho de outras pessoas. A música traz uma mensagem muito bonita de como devemos viver a vida para ser felizes.
“É preciso amor para poder pulsar, é preciso paz pra poder sorrir, é preciso a chuva para florir”.
E o autor ainda deixa muito claro na música que viver é amar. Sem amor, não há vida.

Explicando o Título (Tocando em Frente)


A música leva esse nome pelo fato de que a vida, boa ou ruim, deve ser levada em frente, tocada para frente, daí o nome. E o título da música é a explicação da vida para o eu-lírico. Para ele, a vida é simplesmente compreender a marcha e ir tocando em frente, ou seja, levando a vida. Ele até compara esse “tocando em frente” com um velho boiadeiro levando a boiada, “tocando ela pra frente”.
Exercícios
1) Analisando a primeira estrofe, faca o que se pede:
a) Transcreva os versos da musica em que o eu-lírico deixa claro que é muito calmo e alegre, mas era antagônico a tais características.

b) Com essa mudanca de comportamento, o eu-lirico afirma ter mudado tambem em relacao a sua conviccao das coisas. Qual a unica coisa que o autor afirma ter conviccao?

2) As musicas de Almir Sater se caracterizam por mostrar muito a realidade brasileira de uma forma otimista. Ele se enquadra no texto no lugar do sertanejo brasileiro. Em que trecho do texto se percebe essa “vontade de viver” do eu-lirico?

3) O compositor afirma que todo mundo ama um dia todo mundo chora. Voce concorda com ele? O que explica essa mudanca de estado com o ser humano?

4) De acordo com o eu-lirico, “cada um de nos compoe a sua historia”. Como compomos nossa historia?

5) Observe:
Manhas – Manhãs
Massas – Maçãs
a) Escreva o nome do recurso usado pelo compositor para causar essa semelhança na grafia e no fonema das palavras relacionadas.

Nenhum comentário: